A rádio que mudou a Rádio

A rádio que mudou a Rádio

Começou por ser Rádio Jornal, mais tarde passou a Rádio Notícias. Mas foi sempre TSF. A rádio de Emídio Rangel e Fernando Alves e David Borges e Mário Pereira. E também de António Macedo e Sena Santos e Maria Flor Pedroso. E a de todos quantos vieram com eles ou depois deles, nos estúdios das Amoreiras e nos da Avenida de Ceuta, em Lisboa e em Portugal: de José Fragoso a José Manuel Mestre, de António Jorge Branco a João Paulo Guerra, de Carlos Andrade a João Paulo Baltazar.

Primeira passagem, fugaz, com notas soltas sobre música e espectáculos, logo a seguir à fundação, em 1988. Durou até princípios da década de 90, quando a Televisão se tornou ocupação principal.
Segunda passagem em 1997-98, para a que seria a última série de crónicas de escárnio e maldizer

Crónicas de escárnio e mal-dizer

Textos de algumas crónicas transmitidas na TSF em 1997-1998
  • A solução final 05-11-1997

    «Enxertos da cabeça de macacos no corpo de outros macacos, realizadas com êxito numa universidade norte-americana, poderão um dia dar origem a uma espécie de transplantações de corpo inteiro em seres humanos.» A notícia, que acabei...

    Ler Mais: A solução final

  • Pizza hurt 31-12-1997

    Na semana passada, a propósito do Natal, falei aqui da conversão de Mikahil Gorbátchov à economia de mercado, consubstanciada numa polémica campanha publicitária de fast-food, que lhe terá rendido a módica receita de um milhão de...

    Ler Mais: Pizza hurt

  • Filhos da pide 18-02-1998

    Que em Portugal se passam coisas estranhas, difíceis de entender por qualquer cidadão de inteligência média, não é novidade para ninguém. Mesmo assim, de vez em quando não consigo deixar de me surpreender com alguns dos insondáveis...

    Ler Mais: Filhos da pide

  • Terrorismo de faca e garfo 11-02-1998

    O ataque terrorista de que foi alvo o ministro António Costa, há menos de oito dias, passou à margem das grandes discussões políticas que marcaram a última semana. Entretidos a distribuir referendos como se dessem milho aos pombos, o...

    Ler Mais: Terrorismo de faca e garfo

  • O poder e o local 17-12-1997

    Os portugueses foram a votos, desta vez para eleger os representantes do chamado «poder local» – designação que só se compreende se aceitarmos que há poderes não localizáveis, o que é tanto mais verdade quanto maior é a sua dimensão. Por...

    Ler Mais: O poder e o local

  • Batem leve, levemente 12-11-1997

    «A tortura e os maus tratos continuam a ser práticas correntes em Portugal». A acusação foi feita pela Amnistia Internacional e divulgada na edição de ontem de diversos jornais. Segundo aquela organização, o Portugal de todos nós...

    Ler Mais: Batem leve, levemente

  • Descubra as diferenças 18-03-1998

    O presidente do governo regional da Madeira celebrou ontem 20 anos de poder mais ou menos absoluto com diversas entrevistas, concedidas a alguns orgãos de comunicação social do Continente. Com a sagacidade e a subtileza que o...

    Ler Mais: Descubra as diferenças

 

ler todas as crónicas da TSF